IGOR CARNAÚBA: A VOLTA DA DUPLA BA-VI AOS GRAMADOS PARA O RESTO DA TEMPORADA 2019

IGOR CARNAÚBA: A VOLTA DA DUPLA BA-VI AOS GRAMADOS PARA O RESTO DA TEMPORADA 2019

A parada para a Copa América aparentemente era mais importante para o Vitória do que para o Bahia em termos de necessidades de contratação de reforços e entrosamento do elenco, já que o seu primeiro semestre foi um dos piores da história. Contudo, o Rubro-Negro voltou aos gramados na Série B com derrota diante do Cuiabá em casa, e alarma cada vez a sua torcida. O Tricolor voltou da pausa empatando com o Grêmio em Porto Alegre e trazendo um bom resultado para o jogo da volta das quartas-de-final da Copa do Brasil em Salvador.

O Vitória apenas conseguiu somar quatro pontos em nove rodadas, o que por consequência o deixa ainda na última colocação do torneio. Durante a pausa para a Copa América, o presidente Paulo Carneiro também se preocupou em acordos extracampo: negociou a transferência dos jogos do Vitória para a Fonte Nova (ainda sem sucesso) e reformulou os valores do plano de sócio. Algumas peças foram contratadas como Martin, Chiquinho e Baraka, nomes até bons considerando que outros jogadores melhores foram cotados, mas não quiseram vir diante da má fase do time. A próxima partida do Leão também é em casa: vai jogar contra o Criciúma, equipe que começou pior que o Vitória, mas está há três jogos sem perder e quer jogar na Bahia para se afastar de vez da zona do rebaixamento. Não será um confronto dos mais fáceis, mas se o Vitória quiser escapar da Série C, terá que vencer jogos como estes ao longo da Segundona.

O Bahia ainda está disputando duas competições este ano. O fato de se situar entre os dez primeiros no Brasileirão e classificado às quartas da Copa do Brasil não impediu o clube de fazer contratações e se reforçar. O Tricolor contratou Juninho, zagueiro, e o experiente meia venezuelano, Guerra, ambos vindo do Palmeiras em busca de uma oportunidade para apresentar, de novo, um bom futebol. O Bahia terá três jogos seguidos em casa: dois pelo Brasileirão, contra Santos e Cruzeiro, a fim de tentar entrar no G4 e o outro, no meio da semana, para avançar as semifinais da Copa do Brasil contra um adversário que é acostumado a mata-mata como é o Grêmio. O Esquadrão nunca passou das quartas deste torneio, mas tampouco esteve tão próximo, já que conta com uma equipe bem treinada e arrancou um empate valioso fora de casa no jogo de ida.

O objetivo do Vitória é, aos poucos, ir subindo na tabela da Série B, saindo das últimas posições, fugir do rebaixamento e, quem sabe, pleitear uma das vagas para o acesso. O Bahia terá que administrar bem duas competições a fim de ter chances de ganhar a Copa do Brasil sem abandonar o Brasileirão, já que, caso fracasse no mata-mata, se mantenha vivo por uma vaga para Libertadores via pontos corridos, o que para a realidade do Bahia já parece um objetivo viável.