MULHER COM A PALAVRA CHEGA AO QUARTO ANO E DISCUTE MATERNIDADES POSSÍVEIS

MULHER COM A PALAVRA CHEGA AO QUARTO ANO E DISCUTE MATERNIDADES POSSÍVEIS

O projeto Mulher com a Palavra chega ao quarto ano de atividades, reunindo personalidades da cultura brasileira para debater temas inquietantes sobre os direitos das mulheres. Abrindo os trabalhos, uma conversa entre a cantora Mariene de Castro e a escritora Ana Maria Gonçalves, no dia 23 de julho, às 20h, no Palco Principal do Teatro Castro Alves, com mediação da apresentadora Rita Batista.

O Mulher com a Palavra é uma iniciativa da Maré Produções Culturais, em parceria com a Secretaria de Políticas para as Mulheres do Estado da Bahia (SPM-BA) e com o patrocínio da Avon e da Bahiagás.  O evento tem por objetivo reunir mulheres brasileiras de expressão para falar sobre empoderamento feminino, carreira profissional e artística. A secretária de Políticas para as Mulheres do Estado da Bahia, Julieta Palmeira, destaca a contribuição do projeto para a interlocução com o público sobre questões tão importantes. “A discussão proposta nesta primeira edição de 2019 nos possibilita discutir com o grande público a maternidade real, de mulheres reais, que tem uma dimensão complexa, de amor, conflitos e tensões”.

De acordo com Dayse Porto, diretora artística do projeto Mulher com a Palavra, “o tema Maternidades Possíveis foi escolhido para desconstruir mitos a respeito do tema, muitas vezes pensado de modo romantizado. Por isso, convidamos Mariene de Castro, que concilia a carreira e a criação dos seus quatro filhos e a escritora Ana Maria Gonçalves, que optou por não ser mãe”.

Comprometida com as discussões sobre mulheres, uma das patrocinadoras do evento contribui com a reflexão: “Para a Avon, uma empresa que empodera e valoriza a mulher há mais de 130 anos, é muito importante fazer parte destas conversas, que reúnem diferentes mulheres e suas realidades. O “Mulher com a Palavra” é um evento grandioso e nos orgulhamos em contribuir, por mais um ano, com iniciativas como esta”, comenta Ana Costa, vice-presidente Jurídica e de Relações Governamentais da Avon Brasil.

A conversa vai girar em torno de perguntas como: quais as visões das mulheres de hoje para a potência da maternidade? Como enxergam as imposições relativas à educação de crianças pela sociedade? E a sacralização da figura da mãe, a quem atende?  E a possibilidade de não ter filhos? A impossibilidade de escolher legalmente interromper uma gravidez? “Maternidades idealizadas e aquelas possíveis. O chamado para maternidades reais. A divisão de tarefas que recai na responsabilidade parental. O tema hoje desdobra múltiplos debates, desafios e delícias que aqui queremos discutir” acrescenta Porto.

O Mulher com a Palavra se consolidou por debater temas caros aos direitos das mulheres, em sua diversidade, passando por diferentes questões e convidadas com trajetórias plurais. Em 2018, a presença de mulheres negras foi destaque no projeto, que reuniu nomes como Djamila Ribeiro, Conceição Evaristo, Karol Conká, Gaby Amarantos, Zezé Motta, Maíra Avezedo, Joice Berth, Lívia Natália e Carla Akotirene. Ainda participaram artistas como Daniela Mercury, Camila Pitanga, Taís Araújo, Pity, Marina Lima, Elza Soares, Zélia Dunkan, Márcia Tiburi, Preta Gil, MC Carol e Elisa Lucinda.